UPE concede título de professor emérito a Milton de Oliveira Santos (1936-2000)

Docente da Universidade de Pernambuco de 1966 a 1998, Milton de Oliveira Santos receberá, in memoriam, o título de professor emérito da instituição. A honraria foi aprovada nesta sexta-feira (26) na reunião do Conselho Universitário (Consun) da UPE. A distinção foi solicitada pelo Conselho de Gestão Acadêmica da Escola Politécnica (Poli). O título de professor emérito é concedido aos docentes aposentados do quadro da UPE que tenham se destacado ao longo da sua carreira de magistério, de acordo com o artigo 93 do estatuto da universidade.

Natural do Recife, onde nasceu em 30 de março de 1936, Milton de Oliveira Santos era graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e licenciado e bacharel em Matemática pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Foi admitido como professor da Poli/UPE quando tinha 30 anos de idade,  em 1° de setembro de 1966. Aposentou-se em 26 de março de 1998. Seu falecimento ocorreu em 14 de julho de 2000.

Por 32 anos, Milton Santos foi professor titular da Poli nas disciplinas de Cálculo 2, Eletricidade e Instalações Elétricas. Além da sala de aula, contribuiu na vida acadêmica participando de diversas gestões do departamento básico, congregação da escola e demais colegiados da Poli.

Ele

foi professor dos cursos de Matemática e Engenharia na Unicap. Também foi professor de Matemática na UFPE. Ensinou ainda esta disciplina em colégios públicos e privados e foi engenheiro eletricista da Prefeitura do Recife.

Foi casado com Lenira Barbosa Santos, com quem teve três filhos e uma filha: Luciana Santos, atual vice-governadora de Pernambuco.