UPE tem dois projetos de inovação tecnológica aprovados em edital da Facepe

 

Duas propostas de docentes da Universidade de Pernambuco (UPE) foram aprovadas no edital Pesquisador na Empresa de Pernambuco (PEPE) da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), que divulgou nesta quinta-feira (25) os cinco projetos que serão contratados, no valor total de R$ 824,4 mil. A comissão julgadora levou em consideração as contribuições de pesquisadores em parceria com empresas privadas no estado para desenvolvimento tecnológico e inovação. Das propostas vencedoras da UPE, uma tem base no Recife e a outra em Caruaru.

Professor da Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE) do curso de graduação em Engenharia da Computação e coordenador do Programa de Pós-graduação em Engenharia da Computação, Bruno José Torres Fernandes desenvolveu com a empresa Avantia Tecnologia e Engenharia S/A um sistema automatizado de monitoramento de vigilância que usa algoritmos de Inteligência Artificial. 

Batizado de Plataforma Inteligente para Segurança Automatizada (Pisa), o projeto de pesquisa é uma solução inovadora no setor de segurança, identificando de forma autônoma desde invasões de propriedade a detecções de movimento complexas como de violência, uso de armas e outros comportamentos associados ao crime. O projeto receberá da Facepe R$ 197,7 mil para seu desenvolvimento.

Já Wylliams Santos, professor do curso de Sistemas de Informação em Caruaru e também do Programa de Pós-graduação em Engenharia da Computação, que funciona nos Campi Benfica e Caruaru, está à frente do projeto em parceria com a empresa Comeia Labs, que receberá R$ 146,8 mil da Facepe. A proposta aprovada no edital é o desenvolvimento de uma plataforma de conexão entre confeccionistas e fornecedores de insumos e prestadores de serviços da cadeia têxtil do Polo de Confecções do Agreste.

O projeto de cooperação técnica e intercâmbio científico e tecnológico é um produto do React Labs, laboratório de pesquisa do Instituto de Inovação Tecnológica (IIT) da Universidade de Pernambuco. Coordenado por Wylliams Santos, permite que alunos de graduação, mestrado e doutorado realizem pesquisas aplicadas com foco em problemas reais.

O pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação, Sergio Campello, considerou a aprovação dos dois projetos da UPE no edital da Facepe como um indicativo de novas parcerias que surgirão. “A cooperação técnico-científica é excelente para os nossos mestrados e doutorados. Representa mais uma grande oportunidade de inovação tecnológica com foco no desenvolvimento produtivo na nossa região”, afirmou. A Facepe é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco.